Um blog para alunos, professores, amigos, visitantes e interessados. Desejo que todos se divirtam, interajam e utilizem as ideias dos posts sobre as aulas de Língua Portuguesa ministradas por mim, professora Juliana Moratelli.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

O uso dos “porquês”

Todos nós temos dúvidas em como usá-los, então, está aí uma dica bem facilitada para os alunos:





Porque – usado para respostas;
Por que – início de perguntas ou perguntas indiretas e significando “pelo qual”;
Por quê – final de perguntas;
Porquê – sempre acompanhado de um artigo (= o motivo).

Exercício:

a)      A greve na rede pública terminou _________________ as reivindicações foram atendidas.
b)      ___________________ todos nós precisamos estudar?
c)      Os jornais não noticiaram o ___________________ da viagem do presidente.
d)      O expediente terminou mais cedo hoje, ____________?
e)       A passageira perdeu o trem ___________________ se esqueceu do horário.
f)      Não compreendemos o ________________ de você interromper o curso agora.
g)      A cidade ________________ passamos fica à beira-mar.
h)      Explique-me o _________________ desta queixa.
i)        _______________ há guerra no mundo?
j)      Você é vegetariano,  ____________________?


CURIOSIDADE: O Armandinho

O menino de cabelo azul, que vem acompanhado por um sapo, as pernas do pai e da mãe, uma borboleta e a amiga Fê, foi criado pelo jornalista Alexandre Beck. As personagens foram veiculadas inicialmente no Diário Catarinense, hoje as tirinhas circulam pela internet (http://tirasbeck.blogspot.com.br/), em uma página no facebook (https://www.facebook.com/tirasarmandinho?fref=ts), em jornais de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
As tirinhas de Beck, ou seja, seu maravilhoso personagem Armandinho dão um show de generosidade, amor, compaixão e sabedoria inocente de uma criança. (colaboração: http://folhadecamacari.com.br/component/k2/item/284-alexandre-beck-o-criador-do-menino-armandinho.html)

Com carinho,
Professora Juliana Moratelli.

Nenhum comentário:

Postar um comentário